sábado, 22 de setembro de 2012

Documentário Babies - 2010

Um dos documentários mais expressivos em se tratando do cotidiano dos bebês.




Thomas Balmes acompanhou Ponijao, da Namíbia (África); Bayarjargal, da Mongólia; Mari, do Japão; e Hattie, dos EUA no decorrer de 4 anos.

Provavelmente, ele fez um trabalho prévio de acompanhamento das mães, que se mostram muito à vontade frente à sua câmera, mesmo no momento crucial e íntimo do parto. Em alguns momentos, a impressão é de que a câmera estava escondida ou estática e sem nenhum profissional por perto, a fim de captar os chamados “espaços vazios”, momentos em que aparentemente nada acontece, mas que possuem a síntese e a beleza da vida.
A presença dos pais e de outros coadjuvantes é sempre notada, mas os ângulos das câmeras privilegiam a ação dos pequeninos em sua aventura de descoberta do mundo. Essa abordagem nos aproxima da experiência dos bebês e da vivência dos cuidados dos pais.
Como o filme é dirigido por um ocidental, percebe-se que o documentário tem um viés voltado para o registro da alteridade. Dessa forma, a pequena Hattie tem pouco destaque, enquanto Ponijao e Bayar parecem brilhar mais. Isso parece ter a ver com o fato de serem os mais “estranhos” para a câmera de Balmès, com costumes e ambientes mais exóticos para os olhos de um europeu.
Cada um deles busca com curiosidade conhecer o mundo ao seu redor, os objetos e os animais. Cada um, em seu tempo, aprende a balbuciar e imitar a fala dos adultos. Todos eles experimentam os primeiros passos e as primeiras quedas.


Diretor:Thomas Balmes – Paris
País: França
Duração: 79min
Ano: 2010
 

 


Babies from Dani Lima on Vimeo.

Clique nas setas que aparece no canto inferior direito do vídeo para abrir uma nova janela e visualizar em tela cheia.

5 comentários:

  1. Muito lindo esse documentário :3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo! Adorei! Muito obrigada!

      Excluir
  2. Baixar o Documentário - Bebês - [Babies] - Mostra bebês com personalidades diferentes que são criados de formas bem distintas. A única coisa em comum é o amor! - http://mcaf.ee/o38iv

    ResponderExcluir
  3. Olá esse documentário é ótimo mas gostaria de saber se ele está completo ?

    ResponderExcluir